"Não falta quem já considere a blogosfera como o quinto poder" (Vital Moreira, Colunista, Público)

Terça-feira, 1 de Agosto de 2006

Ambiente, limpeza e recolha de lixo em Pechão

 

Mais uma vez, correndo o risco de ser “acusado" pela Junta de Freguesia de Pechão de que não existem outras, a não ser a minha voz crítica, aqui vai! Antes, porém, convém explicar (porque os políticos geralmente ficam melindrados quando são criticados), que a crítica que é feita no blog do pechanense não tem como objectivo dizer mal mas alertar para algo que considero estar menos bem e apresentar sempre uma sugestão (...está bem... sei que não sou um político e corro o risco de não ter ideias brilhantes... mas mesmo assim arrisco).

 

Embora sabendo que no executivo desta autarquia existe alguém responsável por esta área, dirijo-me a si Senhor Presidente (é que desde muito novo aprendi que, se existe algum problema, não são os “santos” que o vão resolver... não é que “este santo” que até tem o nome de um grande Apóstolo, não seja capaz de resolver o assunto, pelo contrário, o que faz, fá-lo sempre com muito “salero”).

 

Talvez por estar tão ocupado com a animação de Verão cá da nossa aldeia de Pechão (aproveito para informar os “turistas” que durante esta semana está a decorrer o cinema ao ar livre e podem ver a programação no site da Junta), não tenha reparado como anda o ambiente, a limpeza e a recolha de lixo em Pechão. Os recipientes onde se depositam os lixos domésticos, têm estado a abarrotar, levando mesmo as pessoas a colocarem sacos no chão (não sei se por serem escassos ou porque os serviços de recolha não são feitos com a frequência necessária), o cheiro tem sido nauseabundo, atraindo insectos e até cães, como pode ver nesta fotografia...

 

000697ta

 

Quando o camião de recolha de lixo passa, apenas retira o enorme saco do contentor, deixando no mesmo lugar todo o lixo que se encontra ao lado no chão (não sei se é por não trazerem vassouras e pás, se é porque a “especialização” destes funcionários é apenas retirar o saco com a grua, ou se o “especializado” que apanha o lixo do chão é um daquele funcionários que, segundo estudo recente sobre o absentismo, “falta um mês por ano”...).

 

Como sei que o Senhor Presidente não teve oportunidade para ver, aqui fica mais uma fotografia da “limpeza” após a recolha do lixo.

 

0006aw4h

Lembro-lhe que, por exemplo, junto deste mesmo local aqui retratado, as habitações aumentaram e ainda aumentarão mais quando o prédio que está a ser construído ficar concluído. Sugiro-lhe que arranje um lugar onde possa ter, pelo menos, dois contentores destes e ainda possa juntar os da reciclagem. Talvez desta forma, os moradores que não se querem dar ao trabalho de se deslocar a dois sítios diferentes (que por sinal até estão bem afastados um dos outros), não deitem para o chão as caixas de papelão e todas as embalagens recicláveis... é que, para algumas pessoas, nestas coisas do lixo e da reciclagem, não se pode ficar à espera que “a montanha venha a Maomé”.

 

sinto-me: por causa do cheiro do lixo
escrito p/ pechanense às 11:30
link do post | comentar | favorito
partilhar
14 comentários:
De Balzakiana a 1 de Agosto de 2006 às 17:12
Olá amigo, por acaso aqui na mjnha freguesia Oliveira do Douro a coisa at
é corre bem, só em fins de semana ou dias de greve presenciamos um espectáculo idêntico; até porque aqui há bastantes contentores e ecopontos.
E o camião do lixo passa geralmente todos os dias.
Os do ecopontos deveriam também passar todos os dias, pois as pessoas têm o cuidado de reciclar.
Claro que também há os que deitam tudo directamente para o chão, sem respeito por vizinhos nem por quem trabalha.
Aqui, penso que a Junta, tem uns senhores - que eu chamo de «vassourinhas» que todos os dias passam varrer as ruas e até apanham os saquitos que se encontram no chão...
Sou uma sortuda, não acha?
Um abraço e talvez o Presidente da sua Junta queira seguir o exemplo cá de cima....
De Pedro a 2 de Agosto de 2006 às 11:38
É verdade parece que o lixo está cada vez mais importante em Portugal. Não há uma cidade por onde passemos que não se encontre lixo no chão. Até parece que isso é uma necessidade. Uma tristeza.
De Anónimo a 2 de Agosto de 2006 às 18:01
as imagens dizem tudo, sem mais comentários! um Pechanense...
De js a 3 de Agosto de 2006 às 17:16
... efectivamente este é o país que temos...critica-se o facto de as pessoas não colocarem o lixo no devido sítio mas depois a mesma população paga impostos por via da recolha e tratamento de lixo mas este fica por apanhar...
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt
(na minha freguesia, Cardosas, há membros da Junta que têm caixotes do lixo na garagem e por vezes existem sitios em que há falta dos mesmos... coisas de politicos)
De Anónimo a 7 de Agosto de 2006 às 18:12
Um pechanense... Indignado
É triste que alguém queira dar esta imagem ao mundo, mentirosa de Pechão; porque é facil tirar uma fotografia ou duas com contentores a transbordar, infelizmente em qualquer parte do país isso acontece. Moro em Pechão e normalmente as ruas estão limpas e os contentores também. Em fins de semana alargados ou dias de greve pode acontecer mas este não é o panorama normal da minha terra. Convido quem queira a passar por cá e a fotografar os contentores, normalmente limpos e alguns até com floreiras.
De Anónimo a 16 de Agosto de 2006 às 01:27
Sim alguns têm floreiras é pena, apenas o da Caixa Agricola tem algumas porque quem as cuida é o Sr.Osvaldo e o Sr, Nicolau, os habitantes aí são poucos não dá para encher o contentor nem os ecopontos. Tenho dito e não quero comentários penso eu de que!.
De Anónimo a 8 de Agosto de 2006 às 12:47
Ora muito bom dia!
Ó senhor pechanense, hoje como habitualmente, faço vim dar uma vista de olhos neste seu espaço que sempre nos trás algumas novas sobre a nossa Terra, Pechão, e qual não é a minha falta de espanto de reparar que mais uma vez a suas notícias são para denegrir a nossa querida aldeia. E agora até com rasgos de má língua no sentido muito "bíblico figurado" e muito pouco evangelizador tenho que lhe dizer...Parece-me bem que lamentavelmente deu-se ao trabalho de captar e mostrar ao espaço cibernético momentos não muito agradáveis, comuns a qualquer localidade do país, que como sabe não espelha a realidade diária da nossa. A questão dos ecopontos parece-me ser bem levantada, de mim ficam longe e eu desloco-me mas é porque vivo afastado do Centro ...eu cá vou sempre que preciso e quando não me resolvem volto a chatea-los as vezes que forem precisas e se tal não chegar vou à Câmara que no blog não resolvo nada...eu gosto de resposta imediatas para os problemas para puder disfrutar das coisas boas...olhe tipo da animação de verão da nossa freguesia...é pena estar a acabar não acha??? tou certo que também registou esses momentos para mais tarde partilhar.....
De xicoxperto a 17 de Agosto de 2006 às 02:12
Não conheço o Pechão e muito menos o presidente da junta mas julgo não ser necessário conhecer-vos para dar muito mais crédito ao que diz o blog do que à conversa encomendada a anónimos que, só por isso, valem o pouco que valem.
Também moro numa freguesia (como todos os portugueses) e tenho casa em duas e isso e o facto de engolir aldrabices há trinta anos dá-me o direito (penso eu) de vir a terreiro, não para defender o pechanense , que não conheço de lado nenhum, mas para deixar o meu grito de revolta contra todos os biltres que, à conta da democracia e da liberdade, se apoderaram do país, fazendo dele a sua coutada de caça ao voto sem se preocuparem minimamente com quem lhes enche a barriga. Tende vergonha na cara ou, já que não têm um pingo de vergonha pela maneira como gerem o dinheiro dos contribuintes, tenham, ao menos, a dignidade de se identificarem perante os vossos concidadãos.
E ainda há quem se preocupe com o lixo espalhado pelo chão quando o verdadeiro estrume da sociedade são estes caciques de meia tigela que, munidos da sua matilha de rafeiros pulguentos , respondem às questões seriamente apresentadas com conversa de comadres.
Vai em frente, pechanense , e denuncia esta catrefada de trastes que se lambuzam no nosso pote de mel.
De Anónimo a 10 de Agosto de 2006 às 06:02
Olá eu sou o Rui e moro bem perto do Jaime. Li esta notícia e fiquei de boca aberta caramba como é que se pode desatar atirar fotos e a escrever tanta asneira , aliás a mentir! Bem quando muito enganou a rapariga do Douro e o moço das Cardosas , mas senhor padre e se eles se lembram de vir de férias até ao Algarve, pior ainda se eles se lembrarem de vir confirmar... Mentir é feio senhor Padre ! Já agora, onde tem andado estes dias , desapareceu da circulação? Olhe não tenha medo que as pessoas de Pechão são bastante tolerantes... Boa noite Rui
De Anónimo a 16 de Agosto de 2006 às 01:16
Lamento esta Conversa Sr. Rui. Qual é o seu fundameto talvez seja dos que jogam os sacos pela lanela do carro.
De Anónimo a 16 de Agosto de 2006 às 01:18
rectifico a palavra "fundamento" e "janela"
De Anónimo a 14 de Agosto de 2006 às 23:11
Boas!
Ha já algum tempo que não vinha visitar este blog. fiquei triste por ver estas fotos da minha terra. é pena termos lixo na rua, no chão, por todo o lado. é pena que as pessoas o coloquem onde não devem, aproveito para informar alguns residentes em pechão que a cinquenta metros do local onde colocaram os papelões que vejo nas fotos está um ecoponto. é longe não é? será que o cão que se vê na foto já morreu de fome. é que não tenho visto lixo fora dos contentores. quantas vezes é que ele come por ano?
Dei-lhes Sr. Jaime! Eles Precisam!Mas não manche a imagem da nossa terra ela não é assim!
Tire fotos de locais mais longe que a sua porta.
Já agora lembrei-me! Sr. Jaime
As motos fazem barulho, não fazem? mas pelo menos temos o nosso clube aberto e com um grupo de jovens dinamizadores preocupados em fazer alguma coisa pelos outros. pela nossa terra. não olham só das suas janelas. vão mais longe.
Boas noites para todos.
De Anónimo a 16 de Agosto de 2006 às 01:10
Sou uma nova residente e estou bastante atenta a observar a nossa freguesia, os comentários, sugestões e informações aqui inseridas por este amigo da freguesia o Pechanense .
LAMENTO que quando ele desenvolveu a história de Pechão sobre vários assuntos: por exemplo: "Festa do Folar"; " Presépios Antigo e Modermo"; "Exposições várias: como a da Talha de Madeira"; " História da Própria Aldeia" etc. realizadas pela Junta de Freguesia, não houve nem Autarcas nem residentes que tivessem feito qualquer comentário ao seu bom trabalho do Pechanense . A quêm louvou o Pechanense com este comentário, observação e fotografias?, Não foi a mim , nem a ele, mas sim a SI, SENHOR PREISIDENTE e á NOSSA FREGUESIA, pelo seu feito!. Hoje observou fotografou e sugeriu o que de melhor para a limpeza da freguesia . caíu-lhe o céu e a trindade em cima, todos viram e acharam que denegriu o Presidente e a freguesia, como se estivesse a agir de má fé, não percebo o mau juízo,, mas entendo muito bem, que foi bem construtivo todas os reparos que o Pechanense vez a este assunto, porque a razão veio ao de cima como o azeite, no dia seguinte veio logo pessoal para lavar e desinfectar os contentores as zonas envolventes e algumas ruas da Aldeia lavadas ENTÂO O CHAPÉU SERVIU A ALGUÉM DE QUÊM DE DIREITO. Era bom que o Senhor Preisente também verificasse o parecer de um comentador anterior a respeito de "AS vassourinhas", para limparem o chão envolvente dos contentores , porque os senhores da limpeza grande se cair um guardanapo no chão não se dobram para apanhar porque não é da competência deles o lixo pequeno que cai do saco grande o Senhor Presidente não vê porque é lógico não é sua competência andar atrás desses senhores (mas digo-lhe que o Antigo Presidente da Câmara de Faro Senhor Negrão não lhes escapava nada deste trabalho) . Voltanto atrás essas vassourinhas eram muito úteis porque eu LOUVO o senhor da limpeza pequena (muita grande), ele é muito cuidadoso e trabalha mas trabalha só que sózinho não chega a todos os lugares na devida altura porque o ajudante dele é fraco quanto a mim. A rua do Lagar do Azeite tem falta de mais contentores para os já residentes é pequeno, quanto mais quando as habitações da rua 25 de Abril e as da Fonte Velha estiverem todas habitadas então não dá para começar, por isso sugiro-lhe que pense já em executar o trabalho para novos contentores o mais rápido possivel, tudo tem que começar por cima, embora o civismo de alguns residentes ainda fique muito a desejar porque se hoje nem se preocupam em verificar se os contentores estão vazios e deitam os sacos do lixo pela janela do carro, não se deslocam aos écopontos, ora mais tarde o que será e se tudo estiver limpo não creio que não tenham cuidado , a falta de limpeza obriga a maior sujidade, talvez diga isto é conversa de mulheres , mas nós as mulheres sabemos que é assim.
Eu espero que amanhã digam que a nossa freguesia está limpa como a cidade de TAVIRA .
10 de Agosto de 2006. Maria Rogélia
De pechanense a 23 de Agosto de 2006 às 12:35
Como resposta a alguns "comentadores anónimos", o pechanense publicou uma segunda posta...

Comentar post

online

Worten Sempre?

. mais sobre mim

subscrever feeds

. pesquisar neste blog

 

últ. comentários

Meu caro Farid HaiderTem razão quanto ao que disse...
Uma observação ao texto supra citado.Não existe lí...
Não sei quem é o artista, mas deve ser nova ortogr...
Boa pergunta...felizmente já comprei o meu há muit...
:) oh GOD!!
queria saber noticias do zeca. alguem pode me info...
tive a orra de passa tres temporadas como atleta d...
Obrigado mas não é tanto "voltar", é mais dar o "a...
Bem vindo e bem - aventuradas sejam as tuas palavr...
Móss Pechanense. Andaste desaparecide?

. ligações

Fórum olhão ponto org



. posts recentes

Festas de Pechão 2014

Alguém me explica, sff?

Sérgio Godinho em Pechão

Pertencemos a uma Geração...

Convite

Pechão é esgoto a céu abe...

Pendurem a Vuvu na Janela

I Love Ketchup

Teatro em Pechão

Comunicado da Farmácia de...

Casamento homossexual... ...

História da Música "Amazi...

O Sorriso do Ciganito

Rock na Ribeira em Pechão...

Campanha "Um gravador par...

. arquivos

. tags

todas as tags

blogs SAPO
mozila Firefox2