"Não falta quem já considere a blogosfera como o quinto poder" (Vital Moreira, Colunista, Público)

Quinta-feira, 8 de Junho de 2006

Sempre me chamaram assim...

 

- “Qu’ria dar o nome ao nosso filhoo”, disse o homem de etnia cigana que, juntamente com a sua mulher, se chegou ao balcão de atendimento do Registo Civil. Depois da funcionária ir buscar os impressos necessários para o registo de mais uma criança, que sempre vai ajudando a contrariar a tendência da natalidade em Portugal, perguntou qual o nome que queriam dar ao menino.

 

- “Rajuu” – afirmou o pai com toda a convicção.

 

- “Rajú!?” - exclamou a funcionária; “mas esse nome não é permitido”

 

- “Aaaii! Como não é permitidooo... eu chamo-me Rajuu... qu’ria que o meu filho se chamasse Rajuu...” – respondeu o homem.

 

- “Chama-se Rajú!? Mostre lá o seu Bilhete de Identidade (...) mas aqui no Bilhete de Identidade está escrito que o senhor se chama Manuel João...”

 

- Num misto de espanto e indignação, aquele pai disse: “Manel Joãoo... nã pode seere. Sempre me chamaram Rajuu... se for ao acampamento e perguntar pelo Rajuu, toda a gente sabe quem é... diz aí Manel Joãoo!? Nã pode seere! O meu pai era Rajuu, desde criança que me chamam Rajuu...”

 

- A funcionária com muita calma, lá foi tentando resolver mais uma questão do dia – “Pois... o senhor até pode ter sido sempre conhecido como Rajú. Mas o seu nome, que está no Bilhete de Identidade, é Manuel João. Rajú não é permitido... olhe, vamos fazer uma coisa. Como o senhor quer que o seu filho tenha o seu nome, pomos-lhe Manuel João e lá na família chamam-lhe de Rajú... como fazem consigo. Pode ser assim?

 

O homem com um ar inconformado, olhou para a mulher que carregava o bebé ao colo e lá concordou com a solução encontrada. Enquanto isso, os outros três filhos do casal, com uma idade compreendida entre os três e os seis anos, lá corriam, gritavam e saltavam nos bancos da sala de espera, provocando nas pessoas que aguardavam a sua vez para serem atendidas caras de enjoo e má disposição... talvez pelos gritos, ou pelo ranho que escorria fora do nariz, ou simplesmente pelo cheiro característico de quem lida com animais e se aquece no calor das fogueiras...

sinto-me: continuo a não dizer
. tags:
escrito p/ pechanense às 11:08
link do post | comentar | favorito
partilhar
6 comentários:
De rules a 8 de Junho de 2006 às 11:25
Então quer dizer que os filhos são todos Rajú I, Rajú II e por ai fora... TUDO DE BOM :)
De Balzakiana a 8 de Junho de 2006 às 12:05
Se ele o fosse registar aos States ou a Africa, o miúdo podia mesmo ser Rajú. Isto de nascer em Portugal, continua a ser um peso...
De flávia a 9 de Junho de 2006 às 12:37
:-)
De js a 9 de Junho de 2006 às 16:48
... no Brasil, só se perguntariam: - Só Rajú?
(não é que eu concorde que se possam dar todos os nomes e escritos de acordo com uma ortografia tantas vezes discutivel ... )
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt e ...
De PDivulg a 10 de Junho de 2006 às 08:39
Publiquei ontem um post sobre o racismo e curiosamente quando pensamos no racismo lembramo-nos da relação branco e negro. Mas é curioso que muitos que se dizem não racistas perante quadros como este que aqui descreves marginalizam logo as próprias crianças que bricam apenas por elas serem diferentes de nós. Muito sinceramente acho que o povo Português não é lá muito tolerante relativamente aos outros...
De JOINCANTO a 11 de Junho de 2006 às 10:26
eheheh
Fartei-me de rir com o ciganooo.

(A minha mulher também sabe bem dessa problemática de nomes...lol)

Comentar post

online

Worten Sempre?

. mais sobre mim

subscrever feeds

. pesquisar neste blog

 

últ. comentários

Meu caro Farid HaiderTem razão quanto ao que disse...
Uma observação ao texto supra citado.Não existe lí...
Não sei quem é o artista, mas deve ser nova ortogr...
Boa pergunta...felizmente já comprei o meu há muit...
:) oh GOD!!
queria saber noticias do zeca. alguem pode me info...
tive a orra de passa tres temporadas como atleta d...
Obrigado mas não é tanto "voltar", é mais dar o "a...
Bem vindo e bem - aventuradas sejam as tuas palavr...
Móss Pechanense. Andaste desaparecide?

. ligações

Fórum olhão ponto org



. posts recentes

Festas de Pechão 2014

Alguém me explica, sff?

Sérgio Godinho em Pechão

Pertencemos a uma Geração...

Convite

Pechão é esgoto a céu abe...

Pendurem a Vuvu na Janela

I Love Ketchup

Teatro em Pechão

Comunicado da Farmácia de...

Casamento homossexual... ...

História da Música "Amazi...

O Sorriso do Ciganito

Rock na Ribeira em Pechão...

Campanha "Um gravador par...

. arquivos

. tags

todas as tags

blogs SAPO
mozila Firefox2