"Não falta quem já considere a blogosfera como o quinto poder" (Vital Moreira, Colunista, Público)

Segunda-feira, 28 de Novembro de 2005

A propósito do homossexualismo

A recente polémica criada pela decisão da Igreja Romana, de não permitir nos seus seminários pessoas com tendências homossexuais, leva-me a dizer o seguinte:

I - Não vos enganeis

"O que é natural para as pessoas deste mundo, não é natural para aqueles que pertencem ao Reino de Deus"

Antes de mais quero afirmar aqui que escrevo como cristão, independentemente da igreja a que pertenço. Entendo que cristãos são todos aqueles que seguem a Cristo, ou seja, os Seus ensinamentos registados na Bíblia. Para tal é necessário aceitar este Livro Sagrado, no seu todo, como regra e prática para a vida, tanto nas questões espirituais como nas questões éticas e morais. Como cristão evangélico não me compete comentar as decisões de uma outra igreja cristã que não a minha. Mas como cristão sinto-me no dever de escrever este post.

Gostaria de citar um versículo bíblico que se encontra na Primeira Epístola de Paulo aos Coríntios, no contexto do Capítulo seis, Versículos nove a vinte , que é uma advertência contra a frouxidão moral - "Ou não sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas," (v. 9). As palavras "efeminados" e "sodomitas" referem-se ao homossexualismo. A advertência de Paulo é apresentada em função do incesto, homossexualismo, pederastia e outras práticas sexuais que predominavam entre os gregos e os romanos. O Apóstolo não queria que o cristianismo fosse confundido com grupos de pessoas que permitiam tais costumes pecaminosos. Por essa razão ele é muito claro e directo: "Não vos enganeis. Tais práticas não têm lugar no Reino de Deus".

A Bíblia é clara ao afirmar que toda a prática homossexual é "abominação para Deus". Os seguintes versículos bíblicos não deixam margem para dúvidas - Deuteronómio 23:18; Levítico 18:22; Levítico 20:13. Entendo que o papel do cristianismo não é o de organizar movimentos de perseguição a pessoas com esta forma de vida, ou outras que não as cristãs. Qualquer "tipo de inquisição" não cabe na Igreja de Cristo e certamente não é aprovada por Ele. Aliás, o exemplo que vemos no nosso Mestre é o de um Deus de braços abertos para receber toda a gente. Todos os que foram até Ele puderam sentir amor e ajuda. Porém, só os que reconheceram o seu próprio pecado, arrependidos deixaram as suas práticas pecaminosas e aceitaram Jesus como Salvador e Senhor das suas vidas, tornaram-se Filhos de Deus e discípulos de Cristo. Numa palavra, cristãos.

Posto isto, posso afirmar ainda que uma igreja cristã, seja ela qual for, deve estar pronta para ajudar todos aqueles que venham até ela, quer sejam homossexuais, adúlteros, ladrões, avarentos, alcoólicos, toxicodependentes, maldizentes... Para isto fomos ungidos: "proclamar liberdade aos cativos, abrir as prisões aos presos e restaurar os contritos de coração" (Isaías 61:1). Mas não devemos esquecer que homossexualismo é pecado aos olhos de Deus (como o é a mentira e a maledicência, o homicídio, o adultério, etc), e tais práticas não são toleradas por Deus que é Amor mas ao mesmo tempo Santo e exige santidade por parte dos seus filhos (Levítico 19:2)

 

II - Não me forcem a aceitar

"Também na minha mente está bem claro que aquilo que é natural para os cristãos, não é natural para os não cristãos."

É certo que vivemos num país democrático e laico (??), onde as pessoas são livres de adoptarem a sua própria "filosofia de vida". É certo que os cristãos não podem obrigar, quem quer que seja, a adoptar os princípios éticos e morais que regem as suas vidas. Mas também é certo que quem não tem os mesmos conceitos de vida que eu e muitos cristãos portugueses, não tem o direito de me impor uma sociedade que considero não ser a melhor e muito menos tem o direito de impor a Cristo e à Sua Igreja aquilo que para Deus é inaceitável.

Pelo pouco que conheço da história da humanidade, sei que todas as sociedades que caminharam nessa direcção (ditas civilizadas, eruditas e mesmo avançadas para a sua época), o seu fim foi o desrespeito pelo seu semelhante, a degradação da raça humana e o colapso dessas mesmas sociedades.

Não quero que isto aconteça com o meu Portugal. Não quero deixar para os meus filhos um país em que se olha para o normal da natureza humana, como uma anormalidade. Não. Não quero deixar para os meus descendentes uma herança destas.

Como já disse, não posso impor aos outros os princípios que regem a vida da minha família, mas também não posso aceitar qualquer tipo de "princípios morais" que contribua para uma sociedade corrompida de valores e principalmente um Igreja onde a Bíblia não seja Aquela que rege e orienta a vida dos cristãos.

escrito p/ pechanense às 11:58
link do post | comentar | favorito
partilhar
4 comentários:
De Anónimo a 29 de Novembro de 2005 às 19:14
O perdão é para todos. Lá virá a hora dos que tiverem a humildade de aceitar a mão estendida de Deus. Quanto à Igreja, não é fácil, mas tem de ter as suas regras, sobretudo num tempo demasiado conturbado e falho de valores.padeiradealjubarrota
(http://www.padeiradealjubarrota.blogs.sapo.pt)
(mailto:www.padeiradealjubarrota@sapo.pt)
De Anónimo a 29 de Novembro de 2005 às 09:42
Está aqui uma explicação fundamentada na palavra. De facto a homosexualidade é condenada na palavra, mas talvez seja pela aceitação que ela tinha na época em que foi escrita, aliás o mesmo acontece com o assunto das mulheres na Igreja, no entanto a tolerância e a aceitação ficam bem.

Por outro lado como dizes e bem:"não posso impor aos outros os princípios que regem a vida da minha família, mas também não posso aceitar qualquer tipo de “princípios morais” que contribua para uma sociedade corrompida " Concordo 100% porque parece-me que hoje determinados assuntos são tão falados e mostrados na televisão que entram na vida das pessoas com uma certa naturalidade o que faz uma troca de valores, aquilo que é normal parece retrogrado e aquilo que é aberrante parece normal. Tem de haver "alguém" a levar as pessoas á razão e indicar o caminho certo!... Mesmo que seja apontado como antiquado, a verdade prevalecerá.
Como Católico entendo a essência do anunciado em relação á homosexualidade, mas a radicalidade com que se é taxado não fica bem, se devemos nos aceitar como somos, é certo que é um desvio mas não sei se será uma doença, mas mesmo que seja uma doença, não terão direito ao perdão?... É um assunto complicado... (Por vezes penso que talvez seija demasiado tolerante...)PDivulg
(http://lacosazuis.blogs.sapo.pt)
(mailto:pdivulg@sapo.pt)
De Anónimo a 28 de Novembro de 2005 às 14:24
Apesar da discordância com o ideal deste post, não sou fundamentalista. Sei separar o meu ponto de vista de outros diferentes, reconhecendo no entanto ser num diálogo franco e aberto que muitas vezes diferentes opiniões convergem num ideal comum. Sincero Abraço ao Pechanense. Do Colibri. (O meu post "É de Olhão..." nada tem a ver com a bela e ilustre cidade de Olhão, como é lógico. Eh, eh, eh.) Colibri
(http://saladamista.blogs.sapo.pt)
(mailto:Colibriamarelo1@sapo.pt)
De Flavia a 1 de Setembro de 2010 às 23:54

Gostaria que mais pessoas podessem ler este post, pois até mesmo nas igrejas do senhor existem muitas pessoas que não sabem a respeito. Durante esta semana assistir em um programa de tv falando do casamento gay. Irmão Jesus esta voltando, não vamos nos conrroper com custumes deste século, temos que pregar a palavra de Deus eo arrependimeto para que essas pessoas que tem tal pensamento possa ter a oportunidade de terem a sua salvação.

Comentar post

online

Worten Sempre?

. mais sobre mim

subscrever feeds

. pesquisar neste blog

 

últ. comentários

Meu caro Farid HaiderTem razão quanto ao que disse...
Uma observação ao texto supra citado.Não existe lí...
Não sei quem é o artista, mas deve ser nova ortogr...
Boa pergunta...felizmente já comprei o meu há muit...
:) oh GOD!!
queria saber noticias do zeca. alguem pode me info...
tive a orra de passa tres temporadas como atleta d...
Obrigado mas não é tanto "voltar", é mais dar o "a...
Bem vindo e bem - aventuradas sejam as tuas palavr...
Móss Pechanense. Andaste desaparecide?

. ligações

Fórum olhão ponto org



. posts recentes

Festas de Pechão 2014

Alguém me explica, sff?

Sérgio Godinho em Pechão

Pertencemos a uma Geração...

Convite

Pechão é esgoto a céu abe...

Pendurem a Vuvu na Janela

I Love Ketchup

Teatro em Pechão

Comunicado da Farmácia de...

Casamento homossexual... ...

História da Música "Amazi...

O Sorriso do Ciganito

Rock na Ribeira em Pechão...

Campanha "Um gravador par...

. arquivos

. tags

todas as tags

blogs SAPO
mozila Firefox2